02/04/09

Tempestuoso Mundo Surreal

Loucamente me disperso no paranormal

Mergulho bem fundo e me afundo,

Será surreal?

Haverá mais alguém assim no Mundo?


Nitidamente fixo o meu olhar,

as minhas preces lanço ao mar

que me acuda e seja fiel e profundo

neste velho e impiedoso mundo...


Julgo o incerto como verdadeiro

não me escondo, não me assumo

finjo ser outro, um interesseiro,

caminho suavemente, mudo o rumo!


Velejo uma vez mais pelo meu tempestuoso mundo.

Cresço e amadureço e apodreço

Outrora tenro e jovem, me esqueço

Não me afogo, no teu mar me afundo.

Sem comentários: