13/10/09

Selecto

Saciando o desejo
De olhar para o céu
E gritar num bocejo
O mundo é meu!

Sem dramas tais
Foges, fugimos os dois
Perdes-te e vais
Adiar isto para depois

Outrar-me-ei novamente
Para me poder adaptar
Á tua estranha mente
Que teima em não me deixar

Nela por vezes viajar
Acordo taciturno, acordamos o Mundo
e nele somos meras brisas de ar
sementes de amor profundo.

Sem comentários: