15/07/13

A beleza dos tetos da Sissi quando se molham no rio Labriosque

É desalmadamente flagrante delito,
Minorca, couve-flor que brota,
Seiva esbranquiçada nos sulcos
Arrota, floral croqui da juventude,

Menina doce, gingando xingando
Por ali, e aí abananado
Dançando o casto seio

Na margem esquerda do leito,
A ponte, o oásis que atravessa o tempo…
Frescura efémera do rabiosque sincero.

Sem comentários: