10/01/18

ORA COMO

Como se todas as linhas
derivassem da mesma esfera.
Em nome da Lua castigadas

Como as súbitas dilatações da papila
gustativa ao interagir com o gengibre
Se traem num doce se retraem num amargo

Ora discípulas ora funestas
contorcendo-se ao descer por entre
a tua clavícula internamente

Entornadas como todas as coisas
num copo meio cheio de um
sistema meio vazio.

Sem comentários: